SAE obtém autorização da ANAC para construção da Usina de Reciclagem e Aterro Sanitário

SAE obtém autorização da ANAC para  construção da Usina de Reciclagem e Aterro Sanitário

SAE obtém autorização da ANAC para construção da Usina de Reciclagem e Aterro Sanitário

Neste mês de dezembro em que se comemora o aniversário de 97 anos de Ourinhos, a prefeita Belkis Fernandes e o superintendente da SAE (Superintendência de Água e Esgoto) Haroldo Adilson Maranho anunciam uma excelente notícia: a SAE obteve a autorização da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para construção da Central de Processamento de Resíduo Sólido Urbano, Reciclagem e Compostagem, também conhecida como Usina de Reciclagem, além da autorização para a construção do Aterro Sanitário. A área já está sendo adquirida pela SAE e fica localizada no Sítio Santa Cruz, sem número, no Bairro do Pinho, conhecida popularmente como a área dos Padres, onde serão construídas ambas as obras.
Para a prefeita Belkis Fernandes esta é um importante conquista para Ourinhos. “A construção da Usina de Reciclagem e do Aterro Sanitário reforça a nossa proposta de desenvolvimento sustentável, a preservação ambiental e a prevalência da parceria com a Cooperativa Recicla Ourinhos promovendo a geração de emprego e renda para inúmeros catadores. A separação do material reciclável já está fortalecida em nossa cidade, já somos exemplo de sucesso para muitos municípios que se espelham em nosso modelo de parceria com a Recicla Ourinhos”, enfatiza.A ANAC aprovou o local onde será construída a Usina de Reciclagem e o Aterro Sanitário por estar distante do Aeroporto cerca de 9,14 km como explica o superintendente da SAE Haroldo Adilson Maranho. “Há anos está em estudo soluções para se dar fim ao Aterro Controlado e juntamente com a prefeita Belkis definimos manter a parceria com a Cooperativa “Recicla Ourinhos” realizando a reciclagem de 100% do lixo doméstico por meio da Usina, sendo que esta Central de Processamento é o que melhor se enquadra para realizarmos a reciclagem em nossa cidade. A ideia é transformar o pouco que restar do lixo 
orgânico em adubo por meio da compostagem e o rejeito irá para o Aterro Sanitário. A população terá um papel fundamental neste novo processo e a SAE já tem realizado regularmente campanhas educativas sobre separação do lixo”, frisa.
A campanha educativa realizada pela SAE desde o início de 2015 aborda o tema “Coleta Seletiva Solidária: Reduza, Reutilize, Recicle” e repercutiu positivamente, sendo que a reciclagem aumentou cerca de 60 toneladas/mês, passando de 215 toneladas/mês para 275 toneladas/mês, conforme informações da Cooperativa Recicla Ourinhos. 
O que também tem contribuído para a grande adesão à campanha é a figura do mascote “Reciclinho”, que tem regularmente visitado as escolas juntamente com as apresentações teatrais feitas por Cinthia Siqueira, reforçando a importância de todos colaborarem na separação dos materiais recicláveis em casa.

Outras Notícias