Governo Municipal assina convênio com a Caixa para construção de Estação de Tratamento de Esgoto

Governo Municipal assina convênio com a Caixa para construção de Estação de Tratamento de Esgoto

Governo Municipal assina convênio com a Caixa para construção de Estação de Tratamento de Esgoto

No último dia 31, a prefeita Belkis Fernandes se reuniu com representantes da Caixa Econômica Federal e o superintendente da SAE Haroldo Adilson Maranho para formalizar a assinatura do convênio para a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto na bacia do Rio Pardo.
O valor do convênio é de R$ 18 milhões e 808 mil, com contrapartida de aproximadamente R$ 940 mil do Governo Municipal e é proveniente de financiamento da Caixa Econômica Federal oriundo do FGTS.
Participaram da reunião o superintendente Regional da Caixa Econômica Federal Geraldo Luiz Machado de Oliveira; o diretor Regional da CEF Sub-região Bauru José Orlando Garla, a coordenadora de Filial de Bauru Leica Rotsuro Kajino; o gerente de Filial da Gerência Executiva de Governo Sérgio Amadeo; a representante CAIXA – em Ourinhos/SP Amanda Russafa da Rocha; o gerente Geral da Caixa em Ourinhos Carlos Traballi; o chefe da Divisão de Projetos da SAE Márcio Alexandre Tavares Rodrigues; o chefe de Gabinete da Prefeitura José Luís Teixeira Quenca; o secretário Municipal de Planejamento e Finanças Henrique Fittipaldi Junior e os servidores da Secretaria de Desenvolvimento Urbano Roberto Alves de Oliveira e Aparecido. 
Assinado o convênio o próximo passo é o envio do projeto executivo da Estação de Tratamento de Esgoto pela SAE à Caixa, o que será feito em breve, uma vez que o projeto está praticamente pronto. Depois, ao ser aprovado pela Caixa será aberto o processo para licitação da obra, que tem a previsão de ser concluída em até 30 meses após serem findados os trâmites burocráticos.
A prefeita Belkis falou sobre a importância da obra para a cidade de Ourinhos. “Essa obra será um divisor de águas. Em Ourinhos o esgoto tem um processo de tratamento que não é o ideal e a Estação de Tratamento de Esgoto o substituirá, pois é uma preocupação com a questão da saúde pública, da sustentabilidade ambiental e com o município verde, além de devolver ao rio a água que captamos, com qualidade superior, tratada. Para nós é uma grande conquista. Hoje assinamos o contrato para algo que almejamos há muito tempo. É um grande orgulho iniciarmos essa obra. Essa será a primeira estação que vamos construir, a segunda já temos projeto em andamento para instalação na bacia do Rio Paranapanema, onde vamos pleitear recursos para construção. Quero parabenizar a equipe da SAE, através do Haroldo e do Márcio, pela elaboração do projeto e aos funcionários da Secretaria de Desenvolvimento Urbano que também contribuíram com a questão dos trâmites para a formalização do convênio”, destacou. 
O superintendente Regional da Caixa Geraldo Machado deu mais detalhes sobre o convênio firmado. “Esse é um financiamento destinado à construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto que vem complementar o tratamento do esgoto na cidade de Ourinhos. Esse é um financiamento do Governo Federal com recursos do FGTS, tendo um prazo de 20 anos para pagamento, com 29 meses de carência, sendo bem acessível ao município, para resolver um problema de saúde, qualidade de vida e meio ambiente, porque tratando o esgoto você reduz o impacto da atividade humana no meio ambiente. Para a Caixa é muito bom assinar um convênio como esse com uma cidade como Ourinhos, que é pujante e está sempre à frente nos programas com o Governo Federal. Agora estamos afinando o projeto, cumprindo pendências documentais de praxe para ser feita a licitação e iniciadas as obras”, relatou.
Haroldo Adilson Maranho, superintendente da SAE explicou como funcionará a Estação de Tratamento de Esgoto que será construída. “A construção dessa Estação vai substituir a lagoa de decantação que temos atualmente, próxima do Rio Pardo. A Estação atenderá as normas exigidas pela CETESB, sendo que uma das grandes preocupações da prefeita Belkis e minha é de que o rio receberá um esgoto tratado. A estação abrange a bacia do Rio Pardo que vai tratar 50% do esgoto da cidade. Futuramente construiremos a Estação de Tratamento de Esgoto para a bacia do Rio Paranapanema para tratar os outros 50%. O projeto para a estação do Rio Pardo está concluído e agora vamos finalizar a parte documental para que a Caixa possa aprovar tudo e a obra seja licitada e iniciada”.
Outra questão que envolve a Estação de Tratamento de Esgoto que será construída é o trabalho socioambiental que será desenvolvido pelo Governo Municipal, conscientizando a população sobre o que pode e o que não pode ser despejado na rede de esgoto, tal como óleo de cozinha usado, dentre outros detritos, para facilitar o tratamento do esgoto que será devolvido ao rio.

Outras Notícias