Controle Qualidade da Água

Controle Qualidade da Água

Controle Qualidade da Água

SAE realiza controle diário da qualidade da água

 

Objetivo é garantir água potável de qualidade aos ourinhenses

 

Preocupado em garantir o bem estar da população, a SAE realiza diariamente o controle da qualidade da água distribuída para os mais de 104 mil habitantes de Ourinhos. 

O superintendente da SAE, Haroldo Adilson Maranho explica que “a prioridade da autarquia é garantir água tratada de qualidade e quantidade para toda nossa população e para que isso aconteça, há várias etapas seguras que garantem o processo de purificação para que a água se torne potável”, disse.

            O diretor da ETA, Arnaldo César Capelosa, destaca que a SAE atende a Portaria nº 2.914 do Ministério da Saúde em que realiza diariamente no laboratório da Estação de Tratamento de Água (ETA), o controle de qualidade da água para consumo humano, nos três sistemas de abastecimento público, envolvendo parâmetros como a cor, turbidez, pH, cloro, fluoreto, coliformes totais e fecais. “Para este ano de 2013, vamos realizar cerca de 800 análises de água dos padrões microbiológico, potabilidade para substâncias químicas (inorgânicos e orgânicos, agrotóxicos, desinfetantes e produtos secundários da desinfecção), cianotoxinas, radiotividade para consumo humano por meio de laboratórios credenciados, contratados em concorrência pública”, esclareceu Capelosa.

            A Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde também acompanha mensalmente todos os resultados obtidos pela SAE e realiza através do PRO-ÁGUA/Instituto Adolfo Lutz, 12 análises mensais com os parâmetros, cor aparente, turbidez, fluoreto, coliformes totais, escherichia coli, pH e teor de cloro residual livre.

 

Os sistemas de abastecimento

 

            A SAE conta com três sistemas de abastecimento, sendo um Sistema ETA, com uma população estimada em 91 mil habitantes, abrangendo toda a área abastecida pela Estação de Tratamento de Água da Vl. Brasil, em que serão realizadas aproximadamente 5 mil análises de água, provenientes de amostras coletadas na saída de tratamento e 2.700 análises na rede de distribuição.

O sistema São João que atende uma população estimada em 15 mil habitantes, abrangendo a Vl. Odilon, Vl. Santa Maria, Jd. Itamaraty, Parque Pacheco Chaves, Vl. Nossa Senhora Aparecida, Jd. Paris, Vl. Nossa Senhora de Fátima, Moradas, Vl. Musa e Vl. São João, bairros abastecidos pelo poço profundo (aquífero Guarani), onde neste ano serão realizadas cerca de 1.100 análises provenientes de amostras coletadas na saída do tratamento e 1.260 análises na rede de distribuição.

            E o sistema Santa Maria, com uma população estimada em 2 mil habitantes, abrangendo toda a área do Distrito Industrial Oriente Mori, abastecida pelo poço profundo (aquífero do Guarani), localizado nas imediações da Fazenda Santa Maria. Em 2013, a expectativa é que sejam realizadas cerca de 1.152 análises provenientes de amostras coletadas na saída do tratamento e 540 análises na rede de distribuição.

 

Outras Notícias