SAE Ourinhos

Notícias

Combate à perda d’água avança e mais 543 hidrômetros defeituosos são substituídos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Ao longo do mês de abril a SAE (Superintendência de Água e Esgoto) substituiu 453 hidrômetros defeituosos em residências de Ourinhos. Desde o início do ano, mais de 2 mil equipamentos já foram trocados. A ação integra uma série de medidas adotadas pela autarquia para combater a perda de água no município. Estão sendo substituídos  medidores parados, quebrados e que não atendem as especificações do INMETRO. São hidrômetros que registram consumo zero de água e que causam prejuízos aos cofres da SAE, impossibilitando novos investimentos.

A SAE lembra que, de acordo com as normas técnicas, os hidrômetros devem ser trocados a cada cinco anos para que a medição de volume de água continue sendo precisa. A autarquia pede a colaboração da população, facilitando o acesso dos funcionários. Todos estão devidamente uniformizados e identificados com crachá. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 3302-1000.

MAIS AÇÕES

Em mais uma ação para o combate à perda d’água em Ourinhos, a SAE (Superintendência de Água e Esgoto) adquiriu dois Geofones, aparelhos eletrônicos que funcionam como uma espécie de ultrassom para detectar vazamentos ocultos subterrâneos. O objetivo é percorrer os bairros para detectar vazamentos e consertá-los, ampliando a eficiência de abastecimento de água. Desde o início da atual gestão a SAE vem tomando medidas para aprimorar a distribuição, combatendo a perda de água no município.

CONTROLE DE PERDAS

Recentemente a SAE criou um setor específico de combate à perda d’água com equipes que agora atuam em dois períodos. Pela manhã e durante a tarde fiscais percorrem os bairros da cidade para averiguar denúncias de hidrômetros adulterados. Os denominados “gatos” para burlar a medição são frequentes. Cerca de 20 ocorrências são registradas por mês. Além de ter a água cortada e responder criminalmente, o infrator recebe multa de R$ 510. Só no ano passado mais de 280 autuações foram aplicadas.

EQUIPE AMPLIADA

Com equipe ampliada e fiscalização mais rigorosa, a SAE já encontrou o primeiro trimestre deste ano 100 fraudes em hidrômetros, o que corresponde a cerca de um terço do resultado apresentado em todo o ano passado. Entre as adulterações mais comuns estão arames travando o medidor e hidrômetros invertidos. O furto de água está entre as principais causas da perda hídrica em Ourinhos. É água produzida e consumida sem pagamento, gerando prejuízos aos cofres da SAE.

Leia também

×