SAE Ourinhos

Notícias

SAE amplia equipe e fecha o cerco contra adulteração de hidrômetros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A SAE (Superintendência de Água e Esgoto) de Ourinhos está fechando o cerco contra o furto de água na cidade. Equipe de fiscalização foi ampliada e as multas para quem adulterar hidrômetros estão mais pesadas, chegando a R$ 5.259,00. Dezenas de casos são notificados todas as semanas. Só no mês de janeiro de 2021, foram aplicadas 51 multas. No ano passado a equipe de fiscalização lavrou 284 autuações por fraude em hidrômetros ou ligações clandestinas.

É CRIME
O furto de água está entre as principais causas da perda hídrica em Ourinhos. É água produzida e consumida sem pagamento, gerando prejuízos aos cofres da SAE. Sem receita a autarquia fica impossibilitada de fazer novos investimentos para garantir o abastecimento da população. Além de ter a água cortada e responder criminalmente (art. 155, § 4º, II, do Código Penal), o infrator recebe multa que vai de R$ 1.051,80 a R$ 5.259,00 .

SEM CLASSE
O crime de adulteração de hidrômetro não tem classe social. Irregularidades também são encontradas em mansões de bairros chiques. Na terceira semana de fevereiro, fiscais encontraram uma fraude em residência com piscina na Ville de France. O proprietário já havia sido multado em 2018. No ano passado também foi flagrado cometendo irregularidade. Dessa vez levou duas multas por violar o lacre e inverter o hidrômetro. Para tentar burlar a fiscalização, o medidor foi pintado de preto, prática também considerada ilegal.

DENUNCIE
O consumidor pode fazer denúncia anônima sobre hidrômetros adulterados pelo telefone 3302-1000.

Leia também

×